MULTA POR SOM ALTO AGORA PODE SER APLICADA SEM MEDIDOR DE DECIBÉIS

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) regulamentou a multa para som alto dentro do carro por meio da Resolução nº 624, aprovada na quarta-feira (19). Segundo informou o Ministério das Cidades, agora quem for pego perturbando “o sossego público” pode ser multado, mesmo sem medição do volume em decibéis.

Até então, o artigo 228 do Código Brasileiro de Trânsito estabelecia um limite aceitável de até 80 decibéis a uma distância de 7 metros, e de 98 decibéis, a apenas 1 metro. Por isso, as multas dependiam de um equipamento chamado decibilímetro, certificado pelo Inmetro. Com a nova resolução, a autuação agora pode ser feita, “independente do volume ou frequência”.

“O agente de trânsito deverá registrar, no campo de observações do auto da infração, a forma de constatação do fato gerador da infração”, afirmou o órgão público. A infração continua considerada grave (5 pontos), com penalidade de R$ 127,69 (vai subir para R$ 195,23 em 1º de novembro) e retenção do veículo. Ficam fora desta regra as buzinas, alarmes, sinalizadores de marcha-a-ré, sirenes, veículos de publicidade com caixas de som e carros de competição e entretenimento em locais permitidos pelas autoridades competentes. Fonte: Campos 24 Horas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PADRE ENTREGA CASA FEITA COM DINHEIRO DO DÍZIMO PARA FAMÍLIA POBRE DO INTERIOR POTIGUAR

ELEIÇÕES DIMINUEM 14 DIAS DO HORÁRIO DE VERÃO

APÓS PADRE SER ESFAQUEADO, LOJA DENTRO DE CONVENTO EM CAMPOS É ASSALTADA